Archivo de la categoría: c07. Portugués

[CITA TESIS 2019] «A gestão de documentos (ISO 15489) orientada aos ambientes empresariais privados e uma relação possível com a gestão da qualidade na certificação da norma ISO 9001»

[CITA TESIS] MEDINA BATISTA, Edinaldo (2019): «A gestão de documentos (ISO 15489) orientada aos ambientes empresariais privados e uma relação possível com a gestão da qualidade na certificação da norma ISO 9001». Monografia apresentada no Curso de Graduação em Arquivologia da Escola de Ciència da Informacão. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 102 pp.[2019.06.30]

01X

[CITA TEXTUAL] [pp. 25-26] «Para María del Carmem Mastropierro e Inés Casanovas (2011, p. 17, tradução nossa), o arquivo empresarial “reúne os fundos documentais produzidos por uma organização mercantil ou industrial, de caráter público, misto ou privado”. As autores também realizam uma análise do arquivo empresarial, a partir dos textos de José Andrés González-Pedraza (2000), José Ramón Cruz Mundet (2000) e Pedro Fabregas Vidal (2008), conforme mostra o Quadro 1.

QUADRO 1: Características do arquivo empresarial, segundo GONZÁLEZ-PEDRAZA: 1; MUNDET: 2; e VIDAL: 3

  CARACTERÍSTICAS DO ARQUIVO DE EMPRESA 1 2 3
01 Estruturada empresarial diveresificada   X  
02 Lugar no organograma da empresa X    
03 Inexistência de legislação ou normas na organização de arquivos X X  
04 Função informativa no interior e no exterior da empresa   X X
05 Função logística para o êxito dos objetivos da empresa   X X
06 Caráter específico dos fundos devido às tipologias X    
07 Conservação custosa (cara) dos documentos X    
08 Fácil destruição da documentação X   X
09 Escassez de Arquivistas profissionais especializados X    
10 Trabalho profissional solitário do Arquivista na empresa X    
11 Revalorização do patrimônio industrial X    
12 Inexistência de um sistema de arquivos que suponha coordenação entre arquivo corrente e arquivo permanente X    

Fonte: Elaborado por Mastropierro; Casanovas, 2011, p. 68»

02

[CITA OBRA] FÀBREGAS, Pere-A. (2008): «Archivos de empresa: ¿un nuevo paradigma?». Boletín ANABAD (Federación Española de Asociaciones de Archiveros, Bibliotecarios, Arqueólogos, Museólogos y Documentalistas), Madrid, vol. LVIII (2008), núm. 4, octubre-diciembre de 2008, pp. 237-245 [2008.10.00] [pp. 25-26]

[CITA CAP.LIBRO 2017] «A industria do gás em Portugal: Uma primeira tentativa de comparação com Espanha (1848-1950)»

[CITA CAP.LIBRO] CARDOSO DE MATOS, Ana (2017): «A industria do gás em Portugal: Uma primeira tentativa de comparação com Espanha (1848-1950)», en Bartolomé, Isabel; Fernández-Paradas, Mercedes; Mirás, Jesús (eds.): Globalización, nacionalización y liberalización de la industria del gas en la Europa latina (siglos XIX-XXI). Madrid: Marcial Pons, pp. 75-96 [2017.05.05]

01

[CITA TEXTUAL] «Como refere Pere-A. FÀBREGAS (2016): “En Cataluña eo 82% fueron puestas en marcha por promotores locales, en el resto de España, la mayoría, un 71% fueron ideadas y puestas en marcha por promotores extranjeros, principalmente franceses y algunos británicos» [p. 77]

02

[CITA OBRA] FÀBREGAS, Pere-A. (2009): «Barcelona y el gas, una relación de 200 años». [TsT] Transportes, Servicios y Telecomunicaciones, núm. 16, diciembre de 2009, pp. 180-204. [2009.12.99.b] [pp. 76-77, 87, 94-95]

03

[CITA OBRA] FÀBREGAS, Pere-A. (2016): «La estrategia de la implantación de la industria de gas en España». Seminario internacional de globalización, nacionalización y liberalización de la industria del gas en la Europa Latina (Siglos XIX-XXI). Fundación Gas Natural Fenosa, Sabadell,  29 p. [2016.09.01] [pp. 77-78, 83, 94-95]

[LIVRO 2014] «Gas Natural Fenosa, de Barcelona ao mundo. Os primeiros 170 anos da sua história»

História Gás [2014.12.25.f]

Fàbregas, Pere-A. (2014): Gas Natural Fenosa, de Barcelona ao mundo. Os primeiros 170 anos da sua história

Prólogo de Salvador Gabarró Serra, Presidente da Gas Natural Fenosa

Barcelona: Gas Natural Fenosa, 147 pp.

Seguir leyendo [LIVRO 2014] «Gas Natural Fenosa, de Barcelona ao mundo. Os primeiros 170 anos da sua história»